Como é feita a Mamoplastia Redutora


Frequentemente ouvimos que quanto mais, melhor. Mas isso nem sempre se aplica. Quando se trata do tamanho dos seios, o que importa mesmo são o conforto e a qualidade de vida da mulher. Embora o senso comum preze por seios grandes, eles podem ser muito incômodos e até prejudicar a saúde e o bem-estar de uma pessoa. Conhecida como hipertrofia mamária, essa condição pode ser causada pela genética ou pela obesidade.

De fato, o peso excessivo das mamas pode ocasionar desde dores nas costas e nos ombros, até o aparecimento de desvios na coluna, quando mantido por muitos anos e é justamente para evitar tais consequências que a Mamoplastia Redutora é indicada. artigo

Entretanto, vale ressaltar que o diagnóstico que apresenta a necessidade do procedimento cirúrgico, como forma de evitar problemas a saúde, mais especificamente na coluna, só pode ser concedido por um médico ortopedista e não pelo cirurgião plástico que eventualmente realizará a cirurgia em questão.

A técnica que envolve o procedimento consiste em uma incisão feita na parte debaixo da mama, saindo da base e seguindo até a aréola, formando um “T” invertido.

A cicatriz, ainda que perceptível, fica parcialmente escondida no sulco mamário. Através desse corte, o cirurgião plástico atinge o tecido mamário (gordura e glândulas mamárias), retira o excesso de gordura e pele, e reposiciona o mamilo e a aréola em uma posição mais alta. A anestesia utilizada pode ser geral ou peridural – que é mais segura – e o procedimento total tem duração média de 3 a 4 horas.

Contudo, o momento ideal para se submeter a uma redução de mama é quando os seios estiverem completamente desenvolvidos. Isso quer dizer que menores de 18 anos podem, sim, ser operadas. Além disso, o significativo desconforto físico e/ou psicológico também são indicadores de que a cirurgia deve ser realizada.

Durante o pós-operatório, a paciente deve evitar esforços físicos ou erguer os cotovelos acima da linha do ombro por, pelo menos, um mês. Por esse mesmo período, é indispensável o uso de um sutiã cirúrgico. Dirigir ou dormir de bruços também não são permitidos nos primeiros 20 dias.

O resultado final de todo o processo são mamas menores e mais joviais, assim como pacientes mais satisfeitas e livres para se envolver em atividades físicas, sem o desconforto causado pelo excesso de gordura das mamas. Em grande parte dos casos, o maior ganho se dá com relação à saúde da coluna e, por esse motivo, muitas vezes essa cirurgia não é tanto considerada como estética, mas sim reparadora.

Pergunta Como realiza Mamoplastia Redutora


Instagram Plástica do sonho

Selo Google
Selo Instagram
Selo Elogieaki
Selo Facebook
Selo Top quality
 
MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP





Quer receber informações confiáveis sobre cirurgia plástica?

Faça como milhares de mulheres, cadastre-se agora e receba dicas de médicos especialistas!