Como ter uma boa cicatrização? Conheça as fases, os alimentos e todos os cuidados que podem te ajudar a ter uma boa cicatriz.


cicatrizacao
O que garante uma boa cicatrização?

Afinal, como funciona a cicatrização? Será que é possível acelerar esse processo? Ou então clarear a cicatriz?

Uma coisa é fato: todo mundo tem, ou já teve, uma ferida – e a grande maioria ainda carrega as cicatrizes desse momento.

Seja nas brincadeiras de infância, nas cirurgias que precisaram ser feitas ou em um descuido na cozinha, nosso corpo está a todo momento trabalhando para reparar nossos machucados.

Porém, a gente sabe, é difícil passar pelo processo cicatrizante, afinal, são dias com dores, ardência, casquinhas que enroscam nas roupas e a esperança que a cicatriz não fique feia.

Neste texto iremos explicar tintim por tintim sobre o processo de cicatrização, quais as suas fases, desvendar os mistérios dos alimentos e chás cicatrizantes e o que fazer para cuidar e deixar a sua cicatriz mais bonita.

Ah! E tudo isso revisado por médicos especialistas – ou seja, por quem entende do assunto.

Esclareça suas dúvidas!

O que é a cicatrização?

A cicatrização é o processo de reparação de um tecido lesionado por um tecido novo. Este processo exige que o nosso corpo ative e produza um grande número de componentes moleculares, celulares e bioquímicos, que irão agir para reparar os tecidos.

cicatrizando
Ela pode ser separada em 3 etapas.

O processo é o mesmo para todas as feridas, independente do causador da lesão e do local onde ela se encontra.

Além disso, no caso de operações, a cicatrização ocorre por camadas de pele. Por exemplo, a cesárea (cirurgia para a retirada do bebê), abre a camada da pele, gordura, fáscia muscular, músculo, peritônio parietal, peritônio visceral e o útero.

Logo, a cicatrização irá ocorrer em todas essas camadas, podendo haver pontos absorvíveis ou permanentes.

Ah! Nos casos das cirurgias, os pontos são dados por camadas e as cicatrizes internas podem demorar tempos diferentes para se tornarem maduras.

O que é a cicatriz?

A cicatriz é o ponto que marca a reconstrução tecidual da lesão, sendo estas causadas por traumas físicos na pele. Ela é a última etapa do processo cicatrizante e pode aparecer em alguns tipos, como: normotróficas, atróficas, hipertróficas, queloides, hipercrômicas e hipocrômicas.

cicatrizar
Você sabe como elas surgem?

Geralmente, as cicatrizes são associadas a lesões e traumas na derme, como é o caso das cicatrizes acneicas. Mas elas também podem estar relacionadas à doenças, como é possível ver em casos de catapora e úlceras.

Os principais motivos de cicatriz são traumas, acidentes e cirurgias.

E há a possibilidade de realizar um tratamento para cicatriz.

Como funciona o processo de cicatrização?

O processo de cicatrização possui algumas fases que vão do exato momento da abertura da ferida até a maturação da cicatriz. Para isso, nosso corpo libera uma sequência de agentes bioquímicos, moleculares e celulares, como prostaglandinas, neutrófilos e leucócitos. 

fases cicatrizacao
Veja!

A fisiologia da cicatrização sempre se inicia de baixo para cima e das bordas para o centro. E, durante este processo, a pele passa por um período avermelhado e sensível, até chegar a uma cicatriz branca e residual.

Mas, para isso, o processo é dividido em algumas fases de cicatrização. No gráfico é possível ver os principais agentes dentro de cada fase.

Como é a fase inflamatória da cicatrização?

A fase inflamatória se inicia no momento da ferida e marca a fase que, geralmente, causa mais queixas. Como o nome sugere, a fase inflamatória é a que a ferida se encontra vermelha, dolorida e sensível, podendo haver sangramento.

fase inflamatoria cicatrizacao
Essa é a primeira fase!

Mas calma! O sangramento traz plaquetas, hemácias e fibrinas, traduzindo: agentes responsáveis por absorver e destruir partículas antigênicas e corpos estranhos do local da ferida.

Você sabia?

Muita gente questiona se a fibrina atrapalha na cicatrização, já que ela forma aquela casquinha que muita gente gosta de tirar, mas a realidade é que elas são essenciais para impedir a contaminação da ferida.

Após isso, é possível ver sinais clássicos de inflamação, como calor na região, inchaço e a produção de secreção. 

Mas não é preciso alarde, visto que é uma reação biológica comum dessa fase. 

Como é a fase proliferativa da cicatrização?

A fase proliferativa é marcada pela formação de tecido de granulação, que é formado por fibras de colágeno, fibronectinas e ácido hialurônico, além de outras células e moléculas. É o início da formação da cicatriz, e se inicia por volta do 3° dia após a abertura da ferida.

fase proliferativa cicatrizacao
Essa é a segunda fase!

Nessa fase, existe um grande número de células que migraram para o local da lesão com o único intuito de cicatrizar a ferida, e com a formação do tecido de granulação, ela pode ter um aspecto de cicatriz dura por dentro.

Com a duração de aproximadamente 2 a 3 semanas, a fase de proliferação é a responsável pela reposição das células do tecido e na junção das camadas lesionadas.

Como é a fase de maturação da cicatrização?

A fase de maturação é a mais longa dentro das etapas de cicatrização, podendo levar de algumas semanas até anos, para ser finalizada. Ela é marcada pela formação da cicatriz, inclusive, é nessa fase que é possível verificar qual tipo de cicatriz vai ficar. 

processo cicatrizacao
Essa é a última fase!

Aqui o colágeno é disposto de forma “organizada”. Basicamente, a fibra do colágeno, quando recém produzido, tem uma força “menor” do que o que já estava presente na pele, então, nessa fase, o colágeno inicial é reabsorvido e substituído por um mais espesso.

Imagina assim: Nossa pele tem várias fibras, elas são dispostas em linhas por todo nosso corpo, e as do colágeno são apenas algumas destas. 

Com a ferida, essa fibra se rompe, e com todo o trabalho que nosso corpo teve para cicatrizar, também é preciso recompor essa fibra. Mas ela ainda é jovem e, perto das mais antigas, que já estão amadurecidas, parece mais desorganizada.

A fase de maturação é responsável por fazer esse papel: organizar as fibras de volta aos seus lugares.

Por isso, essa é a fase clínica mais importante dentro do processo de cicatrização da pele.

Quanto tempo demora para cicatrizar uma ferida?

Pode levar até 1 ano para o corpo concluir uma cicatrização, desde o momento da ferida até a sua fase de total maturação. O tempo para cicatrizar uma ferida aberta leva em consideração a profundidade do corte, a quantidade de camadas que sofreram lesão e o próprio tempo biológico de cada paciente.

tempo cicatrizacao
Quanto tempo demora?

Existem alguns fatores que podem atrapalhar o tempo da cicatrização de uma cirurgia ou ferida.

O que prejudica na cicatrização?

Vários fatores interferem na cicatrização da ferida em maior ou menor grau, como: as linhas da Langer, infecções e doenças crônicas. Em grande parte dos casos, é possível ter intercessão por parte do cirurgião. Já em outros casos, como em fatores biológicos da própria paciente, não é possível haver influência médica.

linhas tensao pele
Essas são as linhas de tensão da pele.

Dentre os principais fatores que impactam, estão as linhas de Langer. Essas linhas se assemelham às dos mapas, e são os pontos de tensão do plano natural da nossa pele.

Inclusive, elas correspondem às linhas das fibras de colágeno que falamos um pouco acima. 

E se o corte da ferida respeitar essas linhas, além dela cicatrizar mais rápido, ela ficaria mais bonita. Geralmente, no caso das cirurgias plásticas, são respeitadas as linhas de Langer para uma melhor recuperação.

Vamos conhecer os demais fatores que podem acarretar uma má cicatrização:

Fatores locais

Os fatores locais que interferem na cicatrização têm relação com a forma na qual a ferida é tratada cirurgicamente. O fator mais importante é a falta de irrigação sanguínea nas bordas da ferida.

Vejamos: Para uma boa cicatrização, é necessário que a área seja bem irrigada – até porque é através do sangue que as células e moléculas responsáveis pela recuperação conseguem chegar ao local e receber nutrientes para trabalhar.

É como se a ferida fosse um grande canteiro de obras, e os vasos sanguíneos as vias que levam os caminhões com os materiais necessários para a construção.

Se não há a possibilidade desses caminhões chegarem, como os operários irão trabalhar? 

Por isso, a irrigação e a higienização correta da área são tão necessárias para a cicatrização das feridas.

Mas estes não são os únicos fatores que interferem no processo para cicatrizar.

Fatores sistêmicos

Os fatores sistêmicos têm relação ao estado clínico da paciente e a alguns hábitos que a mesma possua, como o tabagismo, por exemplo. A maior parte desses fatores interferem na irrigação sanguínea e na chegada de nutrientes para o local da ferida.

cicatrizacao feridas
Estes são os fatores que influenciam.

Dentre os fatores sistêmicos, é possível citar o uso de medicamentos corticoides, quimioterápicos e radioterápicos, já que eles interferem na resposta imunológica natural do organismo.

O mesmo vale para as pacientes com doenças imunossupressoras, já que estas interferem na fase inflamatória uma vez que comprometem a proliferação dos leucócitos.

Além destes casos, os principais motivos que promovem problemas na cicatrização são:

Oxigenação dos tecidos

Algumas doenças e hábitos podem influenciar negativamente na oxigenação dos tecidos e, consequentemente, na irrigação vascular na região ferida. 

Dentre os principais motivos para essa falta de oxigenação está o tabagismo. A exposição à fumaça reduz a hemoglobina funcional e o aporte de oxigênio para a ferida e dificulta a cicatrização.

Infecção

Talvez a causa mais comum de problemas na cicatrização. Quando existe uma quantidade muito grande de bactérias na região, ela não cicatriza por qualquer meio, sendo considerado um caso clínico grave.

Diabetes Mellitus 

A diabetes prejudica a cicatrização das feridas em todos os processos cicatrizantes, inclusive, favorecendo o aparecimento de novas. 

No caso de pacientes diabéticos que fazem cirurgias, é necessário ver com muito cuidado o caso clínico e como está o controle glicêmico, executando o tratamento que ele já tem e a dieta que deveria seguir.

Caso o paciente siga o tratamento glicêmico destinado a ele, a cicatrização será normal.

Quais são os tipos de cicatrizes que existem?

Os principais tipos de cicatrizes são: normotróficas, atróficas, hipertróficas, quelóides, hipocrômicas e hipercrômicas. Elas são classificadas de acordo com alguns fatores, como a espessura, altura e cor. O tipo de cicatriz considerada normal é a normotrófica.

tipos cicatrizacao
Veja quais são os tipos.

Dentre esses tipos, os que causam um certo alarde nas pessoas que passam por cirurgias ou que abrem feridas mais profundas é o aparecimento de cicatrizes hipertróficas e quelóides.

Isso porque esses tipos tendem a ficar saltados, mais aparentes e com cores avermelhadas e escuras, mesmo após sua maturação. 

Nos links é possível saber mais sobre o aparecimento dessas cicatrizes.

Você sabia?

As cicatrizes hipertróficas e quelóides podem aparecer em qualquer pessoa que tenha pré-disposição, porém, são mais comuns em pessoas negras e de etnias provenientes do leste asiático.

Veja quais são os outros tipos de cicatrizes:

Como é a cicatriz Atrófica?

As cicatrizes atróficas aparecem quando há perda de estruturas que oferecem apoio e firmeza à pele, como de músculo ou gordura. No geral, está presente em qualquer tipo de trauma em que se perde tecido, deixando uma espécie de relevo na pele. Por exemplo, em casos de acnes e após acidentes. 

cicatriz atrofica
É muito comum em pacientes que sofrem com acne.

Atualmente, é possível encontrar tratamentos que melhoram o aspecto desse tipo de cicatriz, como neste estudo da UNISUL sobre o uso do microagulhamento para o tratamento de cicatrizes hipotróficas causadas pela acne.

Como é a cicatriz Normotrófica?

A cicatriz normotrófica aparece quando o tecido se regenera e fica igual ao que era antes da lesão. Normalmente, ela aparece em casos onde a ferida foi leve, sem perda de muito tecido.

cicatriz normotrofica
É a ideal.

Esse seria o tipo ideal de cicatriz, já que indica que tudo deu certo no processo e que a fibra de colágeno voltou ao seu estado normal.

Como é a cicatriz Hipocrômica?

A cicatriz hipocrômica possui uma coloração mais clara que a pele natural da paciente, ou seja, é quando há a perda das células de melanina na região ferida. Esse tipo de cicatriz é bastante recorrente em casos de queimaduras.

cicatriz branca
Quando ela fica mais clara que a pele natural.

Nas cicatrizes hipocrômicas é possível ver partes mais escuras, ou seja, hipercrômicas.

E no caso de pacientes que sofreram com a perda de melanina nas cicatrizes devido a queimaduras, há estudos que mostram bons resultados com a utilização de transplante de melanócitos cultivados in vitro.

Como é a cicatriz Hipercrômica?

A cicatriz hipercrômica é a que possui uma coloração mais escura do que a pele, ficando em grande destaque. Nesses casos, existe uma produção excessiva das células de melanina na região ferida.

cicatriz escura
Quando ela fica mais escura que a pele natural.

Nos casos de cicatrizes escuras é possível ainda tratar com cremes e pomadas clareadoras.

Quais são os tipos de cicatrização?

Existem dois tipos de cicatrização, a por primeira e a por segunda intenção, elas são definidas dependendo da quantidade de tecido que foi lesionado ou pela presença de fatores que possam atrapalhar a cicatrização, como, por exemplo, no caso de pacientes que possuam doenças crônicas.

tipos cicatrizacao
Veja!

Vamos saber mais sobre elas.

O que é a cicatrização por primeira intenção?

Cicatrização por primeira intenção ou primária, como também é conhecida, é quando a incisão é limpa e tem as bordas aproximadas por suturas ou curativos. Ou seja, existe pouca perda de tecido, além de pouco edema e nota-se a ausência de fluidos inflamatórios fora dos vasos sanguíneos.

cicatrizacao primeira intenacao
Por primeira intenção.

Nelas estão presentes as três fases, porém o processo é mais rápido. Isto porque são marcas mais simples, como exemplo, as provenientes de cirurgias plásticas.

Nesse processo, as bordas são aproximadas por pontos, que podem ser absorvíveis ou não, sendo necessário ir removê-los.

Há a possibilidade de ocorrer deiscência, ou seja, a abertura dos pontos e, caso ocorra, é preciso refazê-los.  

O que é a cicatrização por segunda intenção?

A cicatrização por segunda intenção se dá quando não é possível que a cicatriz ocorra por suturas ou aproximação das bordas, como no caso de infecções ou deiscências recorrentes. Pelas bordas do ferimento ser mais aberta, exige uma grande formação de tecido para preencher o espaço, gerando uma marca mais evidente.

cicatrizacao segunda intencao
Por segunda intenção.

Elas demandam mais tempo para fechar e, neste tipo, as fases do processo são bem marcadas. 

Por ser mais aberta, esse tipo de intenção pode levar mais tempo para cicatrizar, levando de 3 a 4 meses.

Como acelerar a cicatrização?

Não é possível acelerar as etapas de cicatrização, isso porque este é um processo biológico e que depende de inúmeros fatores para ocorrer de forma natural, como genéticos e a ausência de interferências. Na verdade, deve-se ter cuidados para que não prejudique o processo de cicatrização.

bom para cicatrizacao
Quais são os fatores que influenciam?

Mas com a promessa de alimentos e ervas que podem acelerar o processo cicatrizante, muitas pessoas acreditam que podem apostar de forma leviana em receitas populares e milagrosas, como é o caso do própolis.

A verdade é que essas receitas milagrosas podem atrapalhar, ou simplesmente não surtir o efeito esperado, como você pode ver esse estudo sobre o própolis na ação cicatrizante.

O que realmente faz com que a cicatrização de pontos cirúrgicos ocorra bem e de forma rápida é justamente o cuidado que é tomado, ou seja, é necessário que nada atrapalhe o processo cicatrizante.

O que ocorre quando a cicatrização é lenta?

Quando a cicatrização é lenta significa que há pouca irrigação sanguínea na área da ferida, que pode ser causada por diversos fatores, como no caso de pessoas com má circulação, diabéticas ou que fazem uso de tabaco. 

cicatrizacao lenta que pode ser
Você sente que demora para cicatrizar suas feridas?

Na maioria dos casos onde a cicatrização é lenta, as hemoglobinas – células responsáveis pelo transporte de oxigênio pelo sangue – não conseguem chegar até a ferida em quantidade adequada.

Consequentemente, as células e moléculas que precisam desse oxigênio para realizar seus trabalhos, não recebem o necessário para realizar a cicatrização.

Quais são os alimentos que ajudam na cicatrização?

Alguns alimentos podem auxiliar na cicatrização, contudo, sozinhos, eles não vão garantir uma cicatrização mais rápida ou bonita. Mas uma coisa é fato, uma má nutrição causa problemas já que deprime o sistema imune e diminui a qualidade do tecido reparador.

alimentos ajudam cicatrizacao
Qual desses está presente na sua alimentação?

O que mais prejudica na cicatrização é a falta de proteínas e vitamina C, já que essas atuam diretamente na síntese de colágeno.

Por isso, durante as fases de cicatrização, é importante a ingestão de proteínas, como as presentes em carnes, peixes e ovos, além de lentilhas, sojas e feijões. E também de vitamina C, como as que encontramos em frutas cítricas.

Além delas, a vitamina E também presta um papel importante, melhorando a firmeza da cicatriz e destruindo radicais livres.

O zinco também é indispensável para uma boa reparação tecidual, sendo cofator de centenas de metaloenzimas que auxiliam no crescimento celular e na síntese proteica.

Um alimento que é bem potente, antibacteriano e antifúngico é o alho, que pode auxiliar em uma boa cicatrização.

É claro que fazer a ingestão desses alimentos não significa que você vai ter uma cicatrização perfeita, pois como mencionado, isso varia de pessoa para pessoa. Vale lembrar que em cicatrizes antigas, a alimentação não terá mais nenhum efeito.

Atenção!

Antes de começar qualquer tratamento com alimentos, chás, óleos ou pomadas é extremamente necessário visitar um médico. Não inicie o tratamento sem acompanhamento médico.

Quais são as frutas cicatrizantes?

Laranjas, limões, tangerinas e acerolas são algumas das frutas cicatrizantes. Elas recebem esse nome por conter uma alta presença de vitamina C, que é indispensável para uma boa cicatrização da pele já que afetam diretamente a síntese do colágeno.

frutas cicatrizantes
Você sabia que essas frutas ajudam?

Além disso, a vitamina C, presente nas frutas cítricas, ainda age como cofator impedindo a oxidação do ferro e, consequentemente, ajudando no funcionamento sanguíneo.

Outro grupo de frutas cicatrizantes é o das frutas vermelhas. Elas são ricas em flavonóides que possuem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e antibacterianas. O que auxilia na cicatrização da ferida.

Dentre as frutas cicatrizantes podemos citar:

  • Laranja;
  • Limão;
  • Tangerina;
  • Acerola;
  • Amoras;
  • Morangos;
  • Blueberry.

Quais são os sucos cicatrizantes?

Os sucos cicatrizantes são aqueles feitos com ingredientes ricos em fontes de vitamina A, C e E, Zinco e Ferro, como é o caso do suco de beterraba com cenoura e laranja e o suco de caju com limão. O consumo de sucos ricos em vitaminas ajuda o sistema imunológico e a absorção de nutrientes que ajudam na cicatrização.

suco cicatrizante
Veja essas receitas!

Separamos a receita de alguns sucos, venha ver!

Suco de beterraba, cenoura e laranja

Ricas em vitamina A, a beterraba e a cenoura possuem agentes antioxidantes que auxiliam no combate à inflamação e melhoram o sistema imunológico. Já a laranja é rica em vitamina C, que auxilia na formação de colágeno e também na melhora da imunidade.

Para fazer ele é bem simples:

  • Corte meia beterraba;
  • Corte meia cenoura;
  • Esprema o suco de duas laranjas;
  • Adicione água potável ou água de coco.

Após isso é só bater tudo no liquidificador e beber em seguida sem coar. Adicione gelo a gosto.

Suco de caju com limão

O caju possui até cinco vezes mais vitamina C do que a laranja, além de conter zinco. Assim como o limão, o caju auxilia na melhora do sistema imunológico e na formação de fibras de colágeno.

O passo a passo para fazer o suco é bem simples:

  • Um caju grande sem a castanha;
  • 150 ml de água potável, pode ser água de coco;
  • Esprema o suco de meio limão.

É só bater tudo no liquidificador e beber sem coar. Pode adoçar e adicionar gelo.

Quais alimentos atrapalham na cicatrização?

Atualmente, não existe uma conclusão científica sobre os alimentos que atrapalham a cicatrização, conhecidos como “remosos”. Contudo, a indicação é que não se consuma alimentos gordurosos, como carnes de porco, chocolate e mel.

alimentos atrapalham cicatrizacao
Mantenha uma boa alimentação evitando o consumo excessivo desses alimentos.

Porém, para que isso faça sentido, é necessário que tenha uma dieta balanceada sempre, e não somente no momento que está passando pelo processo.

Levando em consideração que o que causaria um problema na cicatrização seria o alto índice de gordura e açúcar no sangue, levando a obstrução dos vasos sanguíneos e, consequentemente, a falta de oxigenação na ferida.

Um dos alimentos que causa uma certa dúvida é o ovo, ele já foi considerado parte dos alimentos “remosos”, mas, atualmente, seu consumo é bastante recomendado, já que é rico em proteína e vitaminas.

Para que chegue a esse ponto, é necessário um consumo frequente.

Logo, eles causam dificuldade no processo de cicatrização.

Resumindo…

Tanto os alimentos que auxiliam, quanto os que atrapalham, não irão adiantar se a boa alimentação e o consumo regrado de vitaminas e minerais for somente no momento da cicatrização. Isto é, nada adianta se “jogar” no fast food todos os dias e depois se “entupir” de suco de laranja quando se cortar achando que vai ter efeito sobre o machucado.

Quais são os óleos cicatrizantes?

Alguns dos óleos que possuem propriedades cicatrizantes são: buriti, uva, canola, coco, girassol e aroeira, este último sendo utilizado desde o período da Grécia antiga com o intuito de tratar cicatrizes e problemas de pele. 

oleo cicatrizante
Os óleos podem ajudar?

Dentre os óleos cicatrizantes, vale destacar o óleo de buriti, uma vez que ele apresenta ótimos resultados ao ser aplicado de forma tópica na ferida, impedindo o alastramento de bactérias infecciosas e auxiliando nas etapas da cicatrização.

Já o de aroeira possui um vasto histórico de uso em casos de queimaduras de terceiro grau. A espécie brasileira, a aroeira-vermelha, possui uma grande quantidade de flavonóides e taninos, que são anti-inflamatórios e cicatrizantes, além de auxiliar na síntese de colágeno.

O óleo de girassol é cicatrizante?

O óleo de girassol possui propriedades cicatrizantes. Este óleo é rico em ácido linoléico, um mediador pró-inflamatório que ocasiona o aumento de moléculas e células cicatrizantes. Além disso, o óleo de girassol é uma fonte rica em ácido graxo e em vitamina E.

oleo girassol cicatrizante
O óleo de girassol ajuda?

Em diversos estudos foi possível comprovar que o ácido linoléico, presente no óleo de girassol, estimula o tecido de granulação que, como vimos acima, nas fases de cicatrização, é uma etapa importante para cicatrizar a ferida.

Neste estudo, que mede a eficácia de substâncias ativas no tratamento de feridas, como o caso do óleo de girassol, foi comprovado que há uma melhora rápida em pequenas lesões e úlceras.

O óleo de coco é cicatrizante?

O óleo de coco ajuda na cicatrização por ser rico em antioxidantes. Ele também auxilia na formação da síntese de colágeno e na proliferação de fibroblastos, que são um dos responsáveis pela reparação tecidual.

oleo coco cicatrizante
E o de coco, ajuda?

O tratamento de óleo de coco em feridas também foi estudado nos casos de queimaduras de segundo grau. Sendo possível ver uma melhora significativa poucos dias após o início do tratamento.

O óleo de rosa mosqueta é cicatrizante?

O óleo de rosa mosqueta ajuda no tratamento de cicatrizes hipercrômicas, aquelas cicatrizes escuras, além de ajudar na prevenção de estrias. Este óleo também ajuda na organização da síntese de colágeno, ou seja, ele auxilia para a cicatriz ficar mais bonita e uniforme.

oleo rosa mosqueta cicatriz
Será que a rosa mosqueta ajuda?

Contudo, não há comprovação de que esse óleo seja capaz de acelerar o processo de cicatrização, mesmo tendo um bom uso para o tratamento de estrias.

E, mesmo com mais de 30 anos de estudos sobre a eficácia do óleo de rosa mosqueta na cicatrização, não há nenhuma comprovação fundada para a recomendação clínica dessa substância.

A babosa é cicatrizante?

As propriedades cicatrizantes da babosa ainda não foram, de fato, contestadas. Alguns estudos afirmam que, pela Aloe vera promover a hidratação da pele e possuir vitaminas C e E, ela pode possuir capacidades cicatrizantes, mas ainda faltam materiais para garantir que isso seja verdade.

babosa cicatrizante
A babosa é boa para muitas coisas, mas será que ela ajuda na cicatriz?

Contudo, um dos componentes da babosa são os glucomananos, que promovem a proliferação dos fibroblastos, que atuam na regeneração tecidual.

Neste estudo é possível entender melhor o potencial cicatrizante da babosa.

Quais são os chás cicatrizantes?

Alguns chás possuem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes que podem auxiliar na cicatrização. Por exemplo: chá verde, chá de camomila e de bugre. Porém, não existem estudos conclusivos sobre o benefício do consumo do chá para ações cicatrizantes.

cha cicatrizante
Qual destes você já conhecia?

Inclusive, como no caso do chá de bugre, que é vendido como uma saída para diminuir o apetite e para fins cicatrizantes, há estudos afirmando que as suas propriedades antioxidantes são inexpressivas.

Já no caso do chá verde, alguns estudos feitos em ratos de laboratórios, comprovou que, auxiliado com outros tratamentos, o chá verde pode ajudar na melhora de cicatrizes.

Nada se acha na literatura sobre a eficácia do chá de camomila e de outras plantas cicatrizantes.

Quais são as ervas cicatrizantes?

A maioria das ervas cicatrizantes são tóxicas para humanos se consumidas, esse é o caso da Datura stramonium, mais conhecida como figueira-do-diabo, apesar de ser tóxica, essa erva pode ser encontrada em cremes cicatrizantes desde que manuseados corretamente por um profissional.

Na internet é possível achar diversas pessoas recomendando ervas cicatrizantes, afirmando que suas propriedades anti-inflamatórias auxiliariam nas feridas, mas a realidade é que somente um médico especializado pode recomendar o uso tópico ou oral dessas ervas.

Até porque, como no caso da figueira-do-diabo, toda a extensão de sua planta é tóxica, sendo seu consumo possível desencadear em taquicardia.

Como deixar a cicatriz da cor da pele?

Durante a cicatrização é importante tomar alguns cuidados para que a cicatrização fique da mesma cor da pele, como evitar a luz solar e usar protetor a todo momento. Além disso, é importante garantir que a cicatrização esteja ocorrendo da melhor forma possível, sem interferências e infecções.

como deixar cicatriz cor pele
Como isso é possível?

Nos casos de cicatrizes hipercrômicas e hipocrômicas é possível realizar o tratamento de clareamento e de estímulo das células melanóticas para que a região volte a ter a mesma tonalidade antes da ferida.

Como proteger a cicatriz?

A forma ideal de proteger a cicatriz e impedir que ela escureça é usando protetor solar, micropore e roupas claras e leves, isso porque é essencial bloquear os raios UV que podem deixar a cicatriz escura.

cicatrizando
O que fazer?

Além disso, durante o processo de cicatrização, é normal a formação da fibrina, aquela casquinha que pode coçar e enroscar na roupa. Para uma boa cicatrização, é importante que não retire a fibrina, ela ajuda no processo.

O sol ajuda a cicatrizar?

O sol não ajuda a cicatrizar, muito pelo contrário. A exposição à luz solar pode escurecer a cicatriz e deixá-la hipercrômica, quando há uma quantidade maior de melanina do que o normal. Além disso, o sol retarda o processo de cicatrização, podendo levar mais tempo que o necessário.

cicatrizante natural
Evite o sol!

O ideal é que evite a luz do sol na cicatriz até a sua maturação completa, que pode levar até 1 ano. 

Como não ter uma má cicatrização?

Para evitar uma má cicatrização é necessário tomar alguns cuidados. A maioria dos problemas que acontecem durante a recuperação são frutos de uma má higienização e da exposição ao sol.

que bom para cicatrizacao
Veja!

Para higienizar é bem fácil:

  • Basta lavar o local da ferida com água corrente e sabão neutro.

Além disso, você pode tomar outros cuidados:

  • Evitando o sol;
  • Usando protetor solar e reaplicar regularmente;
  • Usando micropore no local da ferida;
  • Dando preferência para roupas claras e soltas;
  • Hidratando a pele e bebendo água.

 

O que fazer com a cicatriz coçando?

A cicatriz coça conforme a dor vai diminuindo, é uma resposta normal do organismo e, geralmente, ela acompanha um tom rosado e indica uma irritação naquele local. Mas atenção: não coce! Além de correr o risco de infectar a área da ferida, coçar a cicatriz pode favorecer o aparecimento de uma cicatriz grossa.

cicatriz cocando
Não coce a cicatriz!

Quando a cicatriz fica coçando, é possível aplicar uma compressa fria para amenizar a coceira.

Mas cuidado! A cicatriz coçando pode ser início de queloide.

Já quando a coceira é insuportável, o ideal é visitar um médico para receber o tratamento.

O que fazer com a cicatriz alargada?

A cicatriz alargada se caracteriza por uma cicatriz esparramada, ela acontece em alguns casos, como quando as bordas da cicatriz sofrem tensão, em casos de ruptura dos pontos e de cicatrização por segunda intenção. É uma cicatriz considerada comum. 

cicatriz alargada
Fique tranquila, é normal!

É comum que, para evitar o aparecimento de uma cicatriz alargada, o médico indique o uso de fitas de silicone e, em alguns casos, massagens na região. Mas essas técnicas devem ser prescritas por um médico.

A causa principal desse tipo de cicatriz é o descuido durante a recuperação, gerando tensão nas bordas da cicatriz.

O que é a cicatriz vermelha?

É comum que a cicatriz fique vermelha ou rosada nos primeiros meses da ferida, é um processo normal que ocorre durante a fase de inflamação. Pela região do corte precisar de maior irrigação sanguínea, o organismo envia uma quantidade de hemoglobinas superior, deixando um aspecto vermelho.

cicatriz vermelha
É um processo natural do organismo!

Após a fase vermelha, a cicatriz ganha um leve tom roxo, ou de um vermelho bem escuro. Essa tonalidade arroxeada é presente na fase da formação do tecido de granulação. 

Mas atenção: se a cicatriz apresentar manchas roxas e escuras, que podem aparecer após a exposição solar, é bom visitar um médico, já que elas podem ficar permanentes.

Após a fase roxa, a cicatriz fica rosada, quando ela chega a esse tom significa que já entrou no estado de maturação. Agora só é preciso manter ela sempre limpinha e longe do sol.

Ah! Se chegar nessa fase e a cicatriz ficar branca e mais clara que a pele, significa que ela sofreu a perda de células de melanina, sendo necessário um tratamento.

O que é a cicatriz branca?

A cicatriz branca aparece quando a cicatrização já atingiu sua fase de maturação. Na realidade, a cicatriz branca é a cicatriz que se mescla com seu tom natural de pele, podendo, ou não, ficar um pouco mais clarinha. De qualquer forma, essa é a garantia final que deu tudo certo para a cicatrização.

Como fica a cicatriz da cirurgia plástica?

Na cirurgia plástica é usada uma técnica que visa deixar a cicatriz mais bonita e discreta. O primeiro passo para isso é respeitar as linhas de Langer, dar pontos intradérmicos, que ficam por dentro da pele e indicar cuidados que a paciente possa ter para uma melhor estética.

tipos cicatrizacao
Normalmente, ela fica mais discreta.

É por conta desses cuidados, tanto no operatório quanto no pós-operatório, que fazem as cirurgias plásticas, geralmente, terem ótimos resultados de cicatrização.

Além disso, a cirurgia plástica ainda atua em outro ramo da cicatriz, o de remover cicatrizes inestéticas, como as hipertróficas, quelóides e alargadas que possuem um crescimento tecidual desorganizado.

Ou seja, existe a possibilidade de arrumar uma cicatriz que ficou “feinha”.

Ah! Aqui na Dream Plastic temos um grupo que reúne mais de 100 mil mulheres que fizeram, ou sonham, em fazer uma cirurgia plástica.

Esse grupo é exclusivo para MULHERES, e é rigorosamente monitorado para impedir que homens, crianças e fakes entrem.

Para participar basta acessar o banner abaixo e responder 3 perguntinhas:

Cicatrização

Saiba mais sobre a cirurgia plástica!

Tem algo que te incomoda no seu corpo? 

Tem coisas que só a cirurgia plástica pode fazer por você.

Descubra mais sobre a cirurgia plástica e a cicatrização de cada um dos procedimentos. 

Nós possuímos um acervo de textos que podem te ajudar nessa jornada para melhorar sua autoestima!

Neste link você consegue saber tuuuudo sobre a cirurgia plástica.

Ah! É conversar com um especialista que você quer?

Nossos médicos possuem anos de experiência, eles são mais que preparados para responder suas dúvidas sobre cirurgias e cicatrização.

Para saber mais, basta agendar uma consulta clicando no ícone do WhatsApp no canto superior da tela.

Esclareça suas dúvidas!

Gostou de saber mais sobre cicatrização? Compartilhe esse post com mais pessoas!


Instagram Plástica do sonho

Selo Google
Selo Instagram
Selo Elogieaki
Selo Facebook
Selo Top quality
 
MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP





Quer receber informações confiáveis sobre cirurgia plástica?

Faça como milhares de mulheres, cadastre-se agora e receba dicas de médicos especialistas!