Cicatriz hipertrófica: entenda de uma vez por todas o que é e quais os tratamentos mais eficazes para tratá-la

28 de julho de 2017
Tempo de leitura: 7 minutos

Baixe seu e-book gratuito!

cicatriz hipertrofica

 

Não adianta reclamar, todo corte gera uma cicatriz e na cirurgia plástica não seria diferente. O que pode mudar é o processo de cicatrização que resulta em marcas desiguais na pele. Entre elas, uma que gera bastante dúvida é a cicatriz hipertrófica.

Isto porque normalmente ela é confundida com queloide, mas é importante ressaltar que não são tipos de cicatriz iguais. Ou seja, elas terão opções de tratamentos variados.

Acesse e veja a comparação entre cicatriz hipertrófica e queloide

Alcançar um resultado satisfatório é fundamental para quem deseja fazer uma cirurgia plástica, , por isso é sempre importante escolher um médico cirurgião especializado em plástica e com bastante experiência.

Assim, no caso de qualquer suspeita de uma cicatriz hipertrófica, o tratamento será iniciado o mais breve possível.

Mas antes de entrarmos neste assunto, é importante entender melhor algumas informações básicas sobre a cicatriz hipertrófica. Aí poderemos avaliar melhor as dicas de prevenção e tratamento listadas neste artigo. Para você ter uma ideia, aqui você vai:

  • Entender o que realmente é cicatriz hipertrófica
  • Conhecer os demais tipos de cicatriz
  • Saber como lidar com esta condição
  • Ver o tratamento para cicatriz hipertrófica
  • Descobrir como tirar cicatrizes hipertróficas

 

O que é cicatriz hipertrófica?

 

cicatriz hipertrófica como tratar

 

A cicatriz hipertrófica é, basicamente, uma formação elevada em relação ao tecido original. Isso acontece no meio do processo de cicatrização, quando a formação de colágeno ocorre de forma desorganizada.

Quer saber mais sobre o processo de cicatrização? Acesse esse link! 

Este desordenamento das fibras de colágeno deixa a cicatriz num nível superior ao da pele e, apesar do seu tamanho mais evidente, a cicatriz hipertrófica não ultrapassa o local da lesão. Ou seja, permanece concentrada ao redor do trauma original.

Uma boa notícia é que o fato de você ter cicatriz hipertrofica num determinado corte não significa que também terá em outros ferimentos. Além disso, em muitos casos o aspecto da cicatriz pode melhorar sem nenhum tipo de tratamento depois de um ano. Mas saiba que este tipo também pode:

  • Coçar
  • Doer
  • Ficar avermelhada
  • Ganhar uma tonalidade mais escura

 

Tipos de cicatriz existentes

 

tipos cicatriz

 

Há alguns tipos de cicatriz e, ao realizar uma cirurgia plástica, o médico especializado conhece muito bem cada um deles. Além disso, o cirurgião analisa bem o histórico da paciente, que é baseado em informações que ela mesma fornece e nos exames.

Com todo esse material o cirurgião plástico pode intervir de várias formas e ajustar a técnica cirúrgica para melhor atender as suas expectativas, sem abrir mão da sua segurança.

Apesar de todos estes dados e do planejamento que é feito para a realização do procedimento, há alguns pontos que o médico não consegue intervir, como o fator genético.

Isso pesa no tipo de cicatrização que a paciente apresenta. Para você ter uma ideia, a má cicatrização é mais comum em negros e asiáticos.

Além da cicatriz hipertrófica, que ocorre quando o corpo produz colágeno de forma desorganizada e deixa uma marca mais elevada em relação à pele ao redor, as cicatrizes podem ser classificadas como:

 

  • Atróficas: quando há perda de estruturas que oferecem apoio e firmeza à pele, comum após acidentes e em casos de acnes.
  • Queloides: caracterizada pelo excesso de produção de colágeno, é evidente porque consegue ultrapassar os limites iniciais da lesão.
  • Normotrófica: acontece quando a pele recupera a aparência de antes do ferimento, comum em machucados leves.

 

Lidando com as cicatrizes hipertróficas

 

medo cicatrizacao

 

A má cicatrização era um dos receios da Joyce Araújo, uma mulher negra de 31 anos, mãe de duas meninas. Na primeira gestação ela teve parto normal, mas três anos depois precisou fazer uma cesárea para a chegada da pequena Sofia.

O corte foi pequeno e no começo tudo parecia normal. Mesmo no corre-corre dos primeiros dias em casa, Joyce conseguia fazer a higienização. Porém cerca de 4 semanas após a cirurgia ela começou a notar que algo estava diferente. Aquele relevo não era normal e consultando seu médico confirmou que tinha uma cicatriz hipertrófica.

Naquela época esse fato não causou muito impacto. Mas agora que ela decidiu fazer uma abdominoplastia e acabar com a flacidez da sua barriga a cicatriz ganhou muita importância.

Joyce pesquisou na internet e viu vários resultados de antes e depois. Ao marcar sua consulta, em uma clínica reconhecida e com várias recomendações, ela recebeu a indicação de um grupo de pacientes, no qual pôde ter mais contato com várias mulheres que já operaram.

 

Se assim como Joyce, você quer conhecer histórias de mulheres que fizeram cirurgia plástica, venha fazer parte do grupo exclusivo de pacientes da Dream Plastic. Basta clicar no botão abaixo:

 

Eu quero participar do grupo de mulheres que já operaram!

 

Na consulta, Joyce esclareceu todas suas dúvidas e viu que era possível fazer sua cirurgia plástica sem tantas preocupações, pois já sabendo do seu histórico, o cirurgião plástico iria agir de forma preventiva.

 

Cicatriz hipertrófica: tratamento preventivo

 

cicatriz hipertrófica pomada

 

Assim como no caso da Joyce, quando a paciente já tem conhecimento do seu tipo de cicatrização o cirurgião plástico vai adotar medidas preventivas para evitar a formação da cicatriz hipertrófica. Isso engloba a técnica cirúrgica utilizada e o tipo de sutura, além de cuidados como de evitar a manipulação excessiva e o traumatismo nos tecidos.

Além disso, na fase de pós-operatório, a paciente será aconselhada a utilizar um gel de silicone e a fita de silicone, ambos como ações preventivas. Claro que essas medidas sempre devem ser avaliadas e indicadas pelo seu cirurgião plástico.

 

Cicatriz hipertrófica pomada

 

É comum recebermos pedidos sobre indicações de pomada para cicatrização. Muita gente acredita que este tipo de produto tem o poder de ser o tratamento para cicatriz hipertrófica. Infelizmente não é bem assim.

Isso não quer dizer que são produtos ruins, pelo contrário, há marcas boas no mercado. Mas é importante destacarmos que a pomada para cicatriz hipertrófica, muitas vezes comercializada na forma de gel de silicone, é um item para ser usado em ações preventivas.

Isto porque este tipo de pomada não tem nenhum efeito em cicatrizes antigas. Normalmente, na própria embalagem consta esta informação.

 

Como tirar cicatrizes hipertróficas?

 

como tirar cicatrizes

 

Uma cicatriz hipertrófica antiga ou pelo menos já formada, com seu período de maturação completo (6 a 12 meses), exige um tratamento diferenciado. As melhores opções são:

Aplicação de corticoide para redução: corticoides são hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais e têm forte ação anti-inflamatória. O corticoide injetável é aplicado no local da cicatriz e pode ser repetido a cada um ou dois meses. Por ser um pouco dolorida, recomenda-se o uso de uma pomada anestésica no local.

Tratamento cirúrgico para remoção: por meio de uma cirurgia simples, o cirurgião plástico é capaz de remover a cicatriz indesejada e promover uma técnica apurada para um novo processo de cicatrização, que será devidamente orientado à prevenção deste tipo de ocorrência.

Isto porque quando a paciente nunca teve nenhum caso de cicatriz assim, o médico não tem como adivinhar. É claro que aqui na Dream Plastic, a experiência de mais de 10 anos e cerca de 100 mil atendimentos de pós-operatório, faz com que os cirurgiões estejam mais bem preparados pra prevenir situações assim.

 

Cicatrizes hipertróficas sem mistérios

 

tratamento cicatriz hipertrófica

 

Como podemos perceber, a cicatriz hipertrófica é uma condição um pouco mais simples, porém que também requer atenção. Apesar de ser mais discreta que a queloide, sua aparência pode nos afetar, principalmente quando o assunto é uma cirurgia plástica.

E, não tem jeito, o melhor tratamento para a cicatriz hipertrófica é a prevenção. Por isso, é importante atuar com medidas desde o planejamento da sua cirurgia. Assim, com certeza o resultado vai ser mais agradável.

No caso de uma cicatriz hipertrófica antiga, você ainda tem a opção de usar corticoide injetável para a redução ou um tratamento cirúrgico para removê-la.

 

Se você tem interesse em saber sobre cirurgia plástica ou até como corrigir uma cicatriz, entre em contato e marque sua consulta. Na Dream Plastic você tem a garantia de ser atendida por um cirurgião plástico especializado:

consulta cicatrização hipertrófica

 

 

Gostou do artigo sobre cicatriz hipertrófica. Que tal ajudar mais pessoas com este conteúdo, clique no link e ajude a divulgá-lo. 

Compartilhe no Facebook

Baixe seu e-book gratuito!

Informações adicionais
Cicatriz hipertrófica: entenda de uma vez por todas o que é e quais os tratamentos mais eficazes para tratá-la
Nome do artigo
Cicatriz hipertrófica: entenda de uma vez por todas o que é e quais os tratamentos mais eficazes para tratá-la
Descrição
Cicatriz Hipertrófica e cirurgia plástica. Esclareça como essa cicatriz se forma e descubra os métodos mais efetivos para prevenir ou removê-la da sua pele.
Publicado por
Empresa
Plástica do Sonho

Cicatriz hipertrófica: entenda de uma vez por todas o que é e quais os tratamentos mais eficazes para tratá-la Atualizado em: fevereiro 8th, 2018 por Dreamplastic



Deixe um comentário...

  Subscribe  
Notificar-me de
Responsável Técnico: Dr. Flávio Garcia, CRM-SP 104.850
Rua Vergueiro, 2949 – 14º andar – Vila Mariana

Dream Plastic® 2017 – Todos os direitos reservados – Clínica de Cirurgia Plástica em São Paulo