Riscos dos anabolizantes em Cirurgia Plástica


Com tantos recursos disponíveis atualmente, não é difícil encontrar pessoas que estejam dispostas a abrir mão da saúde para ter um corpo perfeito. Dietas exageradas, exercícios físicos sem acompanhamento médico e procedimentos estéticos em excesso são só alguns fatores que fazem parte da rotina de quem quer uma silhueta definida. Mas e quando isso não é o suficiente?

artigo_anabolizante_e_cirurgia_plasticaÉ nesse momento que entram os anabolizantes, drogas sintéticas que possuem, em geral, a testosterona como ingrediente principal.  O consumo dessas substâncias, quando receitadas por um médico, ajuda a tratar doenças degenerativas e a repor hormônios. Quando tomadas sem a devida necessidade e controle, tornam-se prejudicial à saúde e, em excesso, são capazes de causar danos irreversíveis, podendo levar à morte.

Os efeitos colaterais vão desde distúrbios físicos até psicológicos. No caso das mulheres, o corpo pode adquirir características masculinas, como voz grossa, pelos em excesso, aumento do tamanho do clitóris, alterações na menstruação, diminuição dos seios e aumento de apetite. Nos homens, pode haver o desenvolvimento das mamas, diminuição dos testículos e de espermatozoides, impotência e calvície. De modo geral, há chances de desenvolver problemas cardiovasculares e no fígado, acne, aumento do colesterol e, se consumido de forma injetável, ainda há riscos de contrair hepatite e HIV.

Os anabolizantes aumentam a quantidade de água no interior das células, provocando o inchaço e acelerando o metabolismo. Dessa forma, os músculos crescem mais rápido, fazendo com o que os adeptos de academia ganhem resultados em menos tempo. Porém, esses músculos foram conquistados, em grande parte, por conta da retenção de líquido, e não somente por construção de novas fibras musculares. Se houver uso contínuo, as consequências são, além das citadas acima, rompimento dos tendões por não suportar o súbito aumento muscular e enfraquecimento dos ossos pela falta de absorção de cálcio.

Por conta de todos esses fatores, é muito importante ter o acompanhamento de um médico para manter a saúde em dia, especialmente se a pessoa tem intenção de realizar uma cirurgia plástica, pois o cirurgião deve ser informado previamente sobre cada detalhe, principalmente em relação ao uso de drogas como anabolizantes. Essa conduta é essencial para garantir a segurança da paciente, pois os principais riscos do uso dessa substância em pessoas que desejam realizar esse procedimento são as tromboses e embolias pulmonares. Além disso, há também o aumento do tamanho do coração e da pressão arterial, que elevam as chances da paciente ter uma parada cardíaca sem possibilidade de recuperação.

Portanto, é necessário que a paciente analise esses aspectos e compreenda que, em longo prazo, a cirurgia plástica é a melhor alternativa ao uso de anabolizantes, pois esse procedimento, associado à prática de exercícios físicos, traz resultados muito melhores, mais benéficos para a saúde e, principalmente, mais adequados para o corpo de uma mulher.

Quer saber mais sobre do que uma cirurgia plástica é capaz? Confira como o silicone pode trazer mais autoconfiança e como a lipoaspiração pode promover um contorno corporal mais definido.

Pergunta Riscos anabolizantes Cirurgia Plástica


Instagram Plástica do sonho

Selo Google
Selo Instagram
Selo Elogieaki
Selo Facebook
Selo Top quality
 
MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP





Quer receber informações confiáveis sobre cirurgia plástica?

Faça como milhares de mulheres, cadastre-se agora e receba dicas de médicos especialistas!