Cirurgia Plástica

Abdominoplastia

Nome técnico:Abdominoplastia ou Dermolipectomia
Região do corpo: abdômen
Idade: quando se decidiu a não ter mais filhos
Anestesia: raqui ou peridural
Duração da cirurgia: em média 2 a 3 horas
Cicatriz: na altura do abdômen, podendo ser escondida sob o biquíni

» O que é?

A abdominoplastia é um dos procedimentos mais realizados em cirurgia plástica. Em geral, fatores como gestações múltiplas e genética contribuem para o desenvolvimento de frouxidão na pele, depósitos de gordura e marcas de distensão na região abdominal. Mesmo a perda de peso substancial pode contribuir para o desenvolvimento de frouxidão da pele abdominal. Como estas áreas não respondem a dieta e rotina de atividades físicas, o abdome assume tamanho desproporcional em relação ao restante do organismo.

» Como Funciona?

A abdominoplastia remove a frouxidão de pele, depósitos de gordura e marcas de distensão da região abdominal. Além disso, músculos abdominais verticais distendidos e enfraquecidos com o passar do tempo são reforçados, restabelecendo a aparência de um abdome firme e plano. O procedimento de abdominoplastia pode ser realizado isoladamente, mas geralmente é associado à lipoaspiração, com melhores resultados e melhor contorno corporal. A abdominoplastia não deve ser considerada como tratamento de obesidade, ou substituto de dietas e exercícios físicos. Candidatos a abdominoplastia devem ser saudáveis e relativamente em forma. Gestações futuras e alterações substanciais do peso após abdominoplastia, bem como a presença de cicatrizes de cirurgias anteriores, podem reduzir a eficácia e longevidade do tratamento.

» Preparo Cirúrgico

A duração da abdominoplastia pode variar dependendo da extensão de tecido a ser removido ou a necessidade de procedimentos adicionais como a lipoaspiração. Entretanto, a maioria das abdominoplastias dura aproximadamente de 2 a 5 horas. Antes de iniciar a abdominoplastia, a área tratada deve ser limpa e linhas de incisão devem ser desenhadas. Para procedimentos complexos, que envolvem remoção de grandes quantidades de tecido, ou a associação de outros procedimentos, usa-se anestesia geral. Por outro lado, procedimentos mais simples requerem anestesia local e sedação, que auxiliam no conforto e relaxamento do paciente.

» Incisão

A abdominoplastia requer geralmente duas incisões. O cirurgião fará incisões acima da região púbica de um quadril a outro. A extensão da incisão e sua forma dependem da extensão do tratamento, bem como os contornos corporais. O cirurgião tentará posicionar a incisão em local coberto por roupas de banho ou roupas íntimas. É importante notar que a cicatriz será permanente. Uma segunda incisão pode ser realizada ao redor do umbigo.

» Exposição da Parede Abdominal

A pele e a camada de gordura sobre a parede abdominal são separadas usando um cautério. O tecido é então descolado em direção à caixa torácica para expor os músculos abdominais.

» Enrijecimento dos Músculos Abdominais

Para enrijecer os músculos abdominais o cirurgião sutura os músculos juntos, criando uma parede abdominal plana e firme e uma linha de cintura mais magra e esbelta.

» Remoção da Pele e Reposicionamento do Umbigo

O cirurgião distende a pele e a gordura descolada sobre a parede abdominal. Embora o umbigo permaneça intacto e preso à parede abdominal, ele é coberto pela camada de pele quando reposicionado de volta em seu local. Assim, o cirurgião fará uma incisão nas camadas da pele e gordura criando um novo orifício para o umbigo. A pele e a gordura que sobram da incisão original devem ser removidas.

» Fechamento da Incisão

Para evitar a formação de líquido durante o processo de cicatrização, são colocados drenos no abdome que permanecem no local por aproximadamente de 2 a 3 semanas. As incisões são suturadas e aplica-se curativos e bandagens.

» Recuperação

Deve-se utilizar malhas de compressão semelhantes a um cinto. Esta vestimenta apertada auxilia a reduzir o edema e evita a formação de líquido, bem como oferece conforto e suporte no processo de cicatrização. Dependendo da extensão da cirurgia, deve-se usar malhas de compressão por várias semanas. Assim como nos principais procedimentos cirúrgicos pode haver dor, pequenos ferimentos e aumento de volume que desaparece em poucas semanas. Embora não seja possível ficar em posição completamente ereta, de pé, é importante iniciar caminhadas por curtos intervalos logo após o procedimento para facilitar o fluxo sanguíneo. Os pontos são reabsorvidos com o tempo. Entretanto, pontos não reabsorvíveis devem ser removidos em aproximadamente 1 semana, e algumas suturas permanecem no local por até quatro semanas.

» Resultado

A maioria dos pacientes retorna ao trabalho em 1 a 3 semanas. Entretanto, pode levar de 6 a 8 semanas para retomar a vida normal, incluindo levantar pesos e exercícios mais intensos. Embora a cicatriz seja permanente, ela esmaece com o tempo. É importante notar que novas gestações e ganho ou perda substancial de peso podem comprometer o resultado. Entretanto, com dieta adequada e exercícios físicos, o resultado da abdominoplastia pode ser duradouro e manter-se por vários anos.

» Recomendações Pós-Operatórias

1. Evitar esforços por quatorze dias.

2. Evitar molhar o curativo durante a primeira fase.

3. Não se expor ao sol ou friagem por no mínimo duas semanas.

4. Andar curvada, com ligeira flexão do tronco e manter passos curtos, por um período de 14 a 20 dias.

5. Em caso de paciente muito obesa, poderá ocorrer após o oitavo dia, a eliminação de certa quantidade de líquido amarelado ou com sangue por um ou mais pontos da cicatriz.

6. Salvo em casos especiais, alimentação livre a partir do segundo dia, principalmente a base de proteínas e vitaminas.

7. Usar cinta elástica por dois meses.

8. Atividades que exigem maior esforço físico, como dirigir e fazer ginástica, só poderão ser retomadas após trinta dias.