1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)


Quem não pode colocar silicone?


Esclareça suas dúvidas!

proibido Colocar Silicone

 

Querer melhorar o corpo é um desejo constante entre as mulheres. E mudanças nos seios, parte que mais transmite feminilidade, são muito desejadas na busca pela aparência que satisfaça as necessidades pessoais de cada uma. Entre tantas cirurgias plásticas para a região, colocar silicone ainda ocupa o topo do pódio.

Apesar da cirurgia de prótese de mama ser a favorita entre as mulheres e uma das mais realizadas no mundo, não é para todas.

Quais mulheres não podem colocar silicone?

 

Algumas mulheres apresentam características pessoais, estilo de vida e até condições pré-operatórias temporárias que impedem a colocação segura da prótese de silicone. Encaixam-se nesse caso mulheres:

 

  • Grávidas
  • Que estão em período de amamentação/ pós-parto
  • Que possuem risco cirúrgico por conta de problemas de saúde
  • Portadoras de doenças hematológicas ou imunodepressoras não controladas, como câncer ativo, doença mamária não tratada, lupus erimatoso e artrite reumatoide
  • Que sofram de doenças cardiovasculares e não foram liberadas pelo médico
  • Menores de 16 anos

 

Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não podem colocar silicone por conta da sensibilidade do corpo. É necessário esperar que o organismo se recupere para submetê-lo a qualquer outra mudança intensa. A cirurgia plástica está liberada seis meses após o parto e fim da amamentação.

É importante ressaltar que as próteses de silicone não interferem no processo de amamentação das mamães que já tenham passado pela cirurgia. Se a incisão das próteses tenha sido realizada pelas aréolas, no entanto, pode ocorrer alterações nos ductos mamários, responsáveis pela condução do leite materno.

Em relação às doenças, elas podem interferir na segurança, qualidade e resultado da cirurgia, além de agravar os problemas já existentes. Por isso é tão importante realizar os exames pré-operatórios da maneira correta e ter uma conversa franca com o cirurgião plástico.

Doenças hematológicas e imunodepressoras preexistentes podem acarretar problemas durante o pós-operatório. A primeira prejudica a cicatrização e a segunda aumenta o risco de infecção.

Já as doenças cardiovasculares são preocupantes durante o processo cirúrgico, pois podem provocar aceleração dos batimentos cardíacos, picos de pressão e problemas de circulação sanguínea, como a trombose, que pode ocorrer até mesmo no pós-operatório. Pacientes com problemas desse tipo devem ser autorizadas pelo seu cardiologista para colocar silicone.

Outro grupo de mulheres que não pode realizar a cirurgia de implante de silicone são as menores de 16 anos. Além do fator idade e exigência da autorização dos pais, o desenvolvimento total da mama é requisito para realizar a cirurgia e ocorre de dois a três anos após a primeira menstruação.

Se você estiver entre as mulheres não podem colocar silicone, converse com seu médico de confiança para compreender melhor o seu caso, verificar se poderá se submeter ao tratamento algum dia e alternativas.

Esclareça suas dúvidas!!


 
MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP




Quer receber informações confiáveis sobre cirurgia plástica?

Faça como milhares de mulheres, cadastre-se agora e receba dicas de médicos especialistas!