Bem-vinda à DREAM PLASTIC
Clínica referência em Cirurgia Plástica Especializada SP
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

PMMA x Toxina Botulínica


Tempo de leitura: 3 minutos

Esclareça suas dúvidas!

Ausência de cortes, anestesia local ou sedação, retorno imediato às tarefas diárias e ótimos resultados: a bioplastia trás para a estética facial e corporal a tendência dos procedimentos minimamente invasivos. E, dentre as técnicas mais usuais de preenchimento, destacam-se o PMMA e a toxina botulínica. Mas afinal, qual a diferença entre elas?

O PMMA é uma substância sintética composta de microesferas de polimetilmetacrilato e que é introduzida no organismo do paciente através de uma seringa. Semelhante ao plástico, o PMMA é bastante fácil de ser aplicado e moldado dentro do corpo, além de não necessitar de cortes e não apresentar sangramento ou hematomas. Após a aplicação, o paciente retorna para casa e volta às atividades diárias normalmente. Entretanto, dois fatores tornam esse procedimento especialmente popular: o resultado definitivo e o preço acessível.artigo

Porém, o que alguns ainda não se dão conta é que o fato desta técnica apresentar resultados permanentes é, na verdade, o que a mais lhe desfavorece. Uma vez que o organismo não absorve o PMMA, a sua remoção só poderá ser realizada cirurgicamente, ocasionando em cicatrizes futuras. Ou seja, caso o paciente opte por uma quantidade de ml que, ao fim do procedimento, não o agrade, não será possível reverter a aplicação com a mesma facilidade com que ela é implantada. Além disso, a região em que o PMMA for injetado permanecerá inalterada com o passar dos anos. O mesmo não se pode dizer das outras áreas, que invariavelmente sofrerão com a ação do tempo, tornando o resultado final artificial e destoante do restante do corpo.

Uma solução para quem deseja preencher rugas, sulcos e marcas de expressão, ou simplesmente salientar determinada região – como lábios, nariz ou maçãs do rosto –, pode ser a toxina botulínica. Ela é produzida por uma bactéria conhecida como clostridium botulinum, e é normalmente responsável por causar a infecção bacteriana conhecida como botulismo. No entanto, em pequenas doses, a toxina botulínica pode ser utilizada com segurança para alcançar excelentes resultados estéticos.

Como o procedimento costuma ser pouco doloroso, nenhum anestésico é administrado. No entanto, quando o paciente possui maior sensibilidade à dor, o médico poderá aplicar um anestésico tópico para ajudá-lo a se sentir mais confortável e relaxado durante as aplicações.

Quando injetada nos músculos faciais, a toxina botulínica bloqueia a transmissão dos impulsos nervosos e paralisa temporariamente os músculos, impedindo-os de serem contraídos. Essa ação gera uma aparência mais suave e menos enrugada.

Assim como o PMMA, não há necessidade de pós-operatório, sendo a recuperação e o retorno às atividades normais imediatos. Os resultados poderão ser observados alguns dias após o procedimento e têm duração média de 4 meses. Após esse período, o paciente poderá receber injeções subsequentes a fim de manter a aparência jovial e harmoniosa.

Esclareça suas dúvidas!

MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP

Facebook Dreamplastic

Receba Nossa Newsletter – #ficadica Dream Plastic

Fique por dentro de todas as novidades sobre Cirurgia Plástica, cuidados com sua beleza e os assuntos que mais bombaram nas redes sociais







Diretor Técnico Dr. Flavio Garcia – CRM-SP 104.850

Cirurgias de Mama