Bem-vinda à DREAM PLASTIC
Clínica referência em Cirurgia Plástica Especializada SP
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Jovens e Cirurgia Plástica – II


Tempo de leitura: 2 minutos

Muitos pais nem se surpreendem mais ao ouvir o pedido de presente de aniversário da filha adolescente: uma cirurgia plástica ou, mais especificamente, turbinar os seios com próteses de silicone. Mas então surge a dúvida: quando o desejo é legítimo e quando é uma decisão precipitada?

Jovens e Cirurgia Plástica – IISegundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o período da adolescência corresponde dos 10 aos 19 anos de idade, fase em que acontece a puberdade e, com ela, inúmeras transformações físicas e psicológicas. Entretanto, como explicar a estimativa de que uma a cada dez mulheres que aumentam os seios cirurgicamente possui menos do que 18 anos?

Para os pais que se encontram no dilema entre apoiar ou vetar o desejo das filhas, algumas considerações podem ser feitas:

1. Ainda que adolescentes, muitas já possuem o corpo bastante desenvolvido e são, fisicamente falando, mulheres completas. Porém, essa constatação só poderá ser feita por um especialista e, ainda assim, mudanças de peso ainda poderão interferir na silhueta. Além disso, embora a puberdade se encontre cada vez mais precoce, é possível que com o passar dos anos a adolescente se arrependa do procedimento, uma vez que em alguns casos a mama cresce tardiamente, por volta dos 18 anos. Isso tornaria as mamas com silicone muito maiores do que o planejado.

2. Quais são as motivações para esse desejo? Alguma amiga dela colocou silicone recentemente? A adolescência é marcada por uma insegurança característica com o próprio corpo, levando muitas jovens a tomarem determinadas decisões com a finalidade de se encaixarem em um determinado grupo ou se parecerem com alguém que admiram. Caso os pais suspeitem dessa possibilidade, o melhor a fazer é ter uma conversa transparente e explicar que, independente do silicone, ela continuará sendo ela mesma. A decisão de aumentar os seios deve ser motivada apenas por ela mesma, e não para agradar aos outros.

3. Muitas adolescentes se veem fascinadas pelas curvas esculturais exibidas por modelos, atrizes e até colegas de escola. Entretanto, nem todas estão cientes do que o procedimento envolve, como cicatrizes e desconforto pós-operatório.

Por fim, vale ressaltar que, em um caso em específico, a prótese de silicone é sempre recomendada. “Quando a adolescente apresenta hipomastia, isso é, quando uma ou ambas as mamas não se desenvolvem, a inclusão da prótese de silicone pode evitar um dano ainda maior: o psicológico.”, explica Dr. Fabrício Veloso, Diretor Clínico da Dream Plastic. A adolescente que apresenta ausência de mamas pode vir a se sentir deslocada entre os colegas e, em casos extremos, sofrer com bullying.

Se os pais concluírem que o implante de prótese de silicone é uma necessidade ou um desejo legítimo, o próximo passo é a escolha do cirurgião plástico. Somente ele poderá esclarecer todas as dúvidas das jovens… e dos pais!

 

 

Pergunta texto Jovens e Cirurgia Plástica – II

 

 

 

MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP

Facebook Dreamplastic

Receba Nossa Newsletter – #ficadica Dream Plastic

Fique por dentro de todas as novidades sobre Cirurgia Plástica, cuidados com sua beleza e os assuntos que mais bombaram nas redes sociais







Diretor Técnico Dr. Flavio Garcia – CRM-SP 104.850

Cirurgias de Mama