Conheça os tipos de anestesia e aprenda os riscos


Tipos anestesias

 

Muitas pessoas quando querem ou precisam se submeter a um procedimento cirúrgico têm medos, receios e muitas dúvidas sobre os tipos e riscos de anestesias. Na verdade, a maior causa disso são os mitos que envolvem os procedimentos cirúrgicos.

 

É importante saber que as tecnologias na área da saúde, a modernidade de equipamentos e novos medicamentos, hoje os riscos de complicações resultantes de anestesias são reduzidos.

 

Qual é a diferença entre as anestesias

 

Existem diferentes tipos de anestesia porque cada uma delas tem um momento mais adequado para ser usada. Tudo depende, é claro, de qual cirurgia será feita, de sua idade, medicamentos que toma, dores e tantos outros fatores.

 

Anestesia geral

 

É uma técnica anestésica comumente usada em procedimentos mais complexos e de grande porte. Nela, o paciente é profundamente sedado para que o cérebro fique como se estivesse desligado, sem nenhum tipo de memória e sem receber indícios de dor.

 

A anestesia geral, geralmente, causa medo nas pessoas. Porém, esse procedimento é muito seguro e há tempos vem provando que não é perigoso como alguns pensam.

 

Anestesia regional

 

A anestesia regional é mais usada em procedimentos simples, em que o paciente pode permanecer acordado durante a cirurgia. Com essa técnica o paciente é anestesiado para deixar de sentir dores e incômodos somente na região que será operada.

 

Esse procedimento tem duas divisões: raquidiana e peridural. Com a raquidiana é injetado um analgésico no líquido espinhal para que a região dos membros inferiores seja anestesiada. Essa técnica é muito utilizada em casos de cesarianas. Já a peridural, é injetada no canal espinhal, porém ao redor, e não dentro, como na raquidiana.

 

Anestesia local

 

A anestesia local é ainda mais comum. Ela é utilizada para bloquear a dor exatamente na região operada, sem que o paciente necessite estar dormindo. Por ser tão comum ela é utilizada por quase todas as especialidades ligadas à medicina.

 

Os riscos da anestesia

 

Como dissemos acima é muito difícil, hoje em dia, haver complicações na cirurgia por conta da anestesia. É por isso que antes dela começar, um anestesista conversa com o paciente para saber o seu histórico completo.

 

Alergia, convulsões, arritmia, hipotensão, apnéia, embolia, parada cardíaca, são algumas das possíveis complicações causadas por conta da anestesia. Porém, raramente, a anestesia é o motivo real. Na verdade, tabagismo, obesidade, uso frequente de alguns medicamentos, apneia do sono, uso de drogas e outros fatores e doenças são responsáveis por aumentar o risco de complicações na cirurgia causados pela anestesia.

 

Viu só?! Você não precisa ter medo de fazer cirurgias por conta da anestesia. Informe seu médico sobre todo o seu histórico e confie! Seu cirurgião e, principalmente, anestesista estão preparados para te proporcionar toda a segurança.

 

Pergunta texto Conheça os tipos de anestesia e aprenda os riscos

 

 


 
MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP




Quer receber informações confiáveis sobre cirurgia plástica?

Faça como milhares de mulheres, cadastre-se agora e receba dicas de médicos especialistas!