As etapas do pré-operatório


Esclareça suas dúvidas!

A decisão de se submeter a uma cirurgia plástica não é nada simples.  Todo o processo é composto por uma série de etapas e cuidados específicos que não devem ser desconsiderados.

De fato, se existe uma ordem cronológica de passos a serem dados até o dia da cirurgia, certamente o primeiro deles é preparar-se emocionalmente. artigo

Para tanto,  a paciente precisa conhecer o próprio corpo e saber o que é ou não possível ser feito com ele, ou seja, ter expectativas realistas quanto aos resultados. Por isso, é imprudente comparar-se com amigas ou até mesmo celebridades, uma vez que cada pessoa tem seu corpo e sua personalidade. Assim, os padrões de beleza não se aplicam igualmente a todos.

Vale ressaltar que a partir do momento em que o desejo de aperfeiçoar a aparência se torna uma obsessão e, mesmo com as alterações físicas visíveis, a paciente continua insatisfeita com a própria forma, é preciso buscar ajuda psicológica para que outro procedimento médico seja adotado.

Tendo certeza de que a cirurgia plástica é desejada e aconselhada, o próximo passo consiste em escolher o médico. Seja por indicação ou pesquisa própria, é extremamente importante verificar a credibilidade do cirurgião e se o mesmo é especialista em cirurgia plástica. (É possível consultar a especialidade do profissional no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica).

Feito isso, a paciente deve então agendar uma consulta, a fim de esclarecer todas as dúvidas referentes ao processo. Além da avaliação do médico que irá realizar a cirurgia, é indispensável que a paciente também passe em consulta com um anestesista, já que é ele quem decide se a mesma tem ou não condições clínicas para ser operada e em que circunstâncias a cirurgia se dará.

Por parte da paciente, é esperado que ela informe os médicos sobre o histórico familiar de saúde. Eles precisam saber se algum medicamento está sendo tomado ou se ela tem alguma alergia, entre outros, para saber se ela apresenta algum fator de risco. Além disso, por mais determinada que a paciente esteja, é importante considerar os conselhos clínicos e realizar todos os exames solicitados. Afinal, eles são especialistas e sabem quais são as melhores opções para cada caso.

Assim sendo, é possível que o médico indique um tamanho de prótese diferente do desejado pela paciente, ou que ele não julgue ser o momento ideal para realizar uma lipoaspiração. É claro que a decisão final cabe a paciente, mas a opinião médica é de grande relevância.

A última etapa do pré-operatório consiste em planejar quando será o grande dia. Para isso, não é preciso ter pressa, apenas cautela para escolher a data. Vale ressaltar que uma cirurgia plástica não justifica o afastamento do trabalho por razões de saúde, logo será preciso realizar a operação durante as férias.

A disponibilidade de um parente ou amigo também será necessária, principalmente durante a recuperação, uma vez que após as cirurgias, as pacientes podem encontrar dificuldade para realizar as tarefas mais simples, como trocar de roupa e tomar banho.

Por fim, respeitadas todas essas as etapas do pré-operatório, o resultado final tende a ser cada vez melhor. Lembre-se disso!

Esclareça suas dúvidas!


 
MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP




Quer receber informações confiáveis sobre cirurgia plástica?

Faça como milhares de mulheres, cadastre-se agora e receba dicas de médicos especialistas!