Bem-vinda à DREAM PLASTIC
Clínica referência em Cirurgia Plástica Especializada SP
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Álcool: meu bem, meu mal!


Esclareça suas dúvidas!

Náuseas, dores de cabeça, fadiga: quem nunca apresentou algum desses sintomas após uma noite de excessos? O consumo de bebida alcoólica em demasia pode acarretar em doenças no fígado, acidentes de trânsito, violência e depressão, além de destruir neurônios e, às vezes, relacionamentos. No entanto, a dose certa é capaz de evitar doenças cardiovasculares e até mesmo o envelhecimento precoce.

Nos últimos anos, inúmeras pesquisas científicas se voltaram para o estudo do álcool e seus efeitos sobre o organismo humano. A conclusão é que, em pequenas doses, o consumo de bebidas alcoólicas pode ser favorável ao sistema circulatório e para o coração, além de contribuir na prevenção de doenças como diabetes tipo 2 e cálculo biliar.

O vinho, por exemplo, já é um conhecido aliado do coração: sua ingestão moderada eleva os níveis de colesterol bom (HDL) e os polifenóis nele contidos são protetores dos vasos sanguíneos, o que previne doenças vasculares e retarda o envelhecimento precoce.

A dose ideal de bebida alcoólica depende das condições físicas de cada um, massa corpórea e gênero. Homens e mulheres não devem ingerir quantidades iguais, uma vez que elas tendem a possuir um índice de massa corporal (IMC) menor do que o deles, assim como uma menor quantidade de enzimas hepáticas, responsáveis por metabolizar o álcool. Além disso, em ambos os casos, recomenda-se que as doses sejam tomadas não mais do que cinco vezes por semana, e nunca no mesmo dia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima a quantidade máxima de álcool a ser ingerida por dia da seguinte forma:

CervejaVinhoUísque
Homens: 1 garrafa (600 ml)Homens: 2 taças (200ml)Homens: ½ copo (60ml)
Mulheres: ½ garrafa (300ml)Mulheres: 1 taça (100ml)Mulheres: ¼ de copo (30ml)

 

Ainda assim, a ingestão de álcool não é recomendada para todas as pessoas. Gestantes e lactantes devem se abster do seu consumo, uma vez que este é o maior causador de defeitos na concepção e retardo mental. Qualquer outra pessoa incapaz de beber com moderação ou que esteja em acompanhamento ou tratamento para alcoolismo não deve ingerir bebidas alcoólicas, bem como indivíduos que fazem uso de sedativos, antidepressivos e anticonvulsivos  ou que sejam portadores de hipertensão, triglicerídeos elevados, arritmias cardíacas, úlceras pépticas e apneia do sono.

Uma vez que o consumo de bebidas alcoólicas ainda é um fator de risco para o câncer de mama e pode, eventualmente, se transformar em dependência, é preciso ressaltar que existem outras formas de prevenir as doenças cardíacas. Uma dieta equilibrada, atividades físicas regulares e o não tabagismo são apenas algumas delas.

Esclareça suas dúvidas!

MARQUE SUA CONSULTA POR WHATSAPP

Facebook Dreamplastic

Receba Nossa Newsletter – #ficadica Dream Plastic

Fique por dentro de todas as novidades sobre Cirurgia Plástica, cuidados com sua beleza e os assuntos que mais bombaram nas redes sociais







Diretor Técnico Dr. Flavio Garcia – CRM-SP 104.850

Cirurgias de Mama